AMIGOS

quinta-feira, 25 de junho de 2009

'' INSENSIBILIADE SOCIAL ''




Aluna com dislexia não terminou exame

Os pais de uma aluna do 9º ano, que tem problemas de dislexia, de Oliveira de Frades, vão apresentar queixa ao Júri Nacional de Exames e à Inspecção-Geral da Educação por a filha ter sido impedida de concluir o exame de Português, no tempo extra concedido aos estudantes com necessidades especiais.
Tal como em anos anteriores, os pais fizeram o requerimento à escola de forma a que a filha pudesse beneficiar de mais 30 minutos para a realização das provas. Acontece que os serviços do Ministério da Educação não responderam.
"Como não obtivemos qualquer resposta a minha filha pensava que ia ter mais 30 minutos para fazer a prova, o que não aconteceu. Deixou quatro questões por fazer", referiu a mãe da aluna.
O Sindicato de Professores da Região Centro acusa os serviços do Ministério da Educação de "insensibilidade social" ao não terem respondido "aos pedidos dos pais dos alunos com dislexia".
O que é a; O que é dislexia?

2 comentários:

  1. Não era de esperar outra coisa daqueles senhores. Espero bem que as coisas mudem ainda este ano.
    Um abraço com a minha total solidariedade.
    Jorge

    ResponderEliminar
  2. Pena que seja tarde para mudar muitas das coisas que neste país se faz de mal.
    Vou contar uma recente, inscrevi-me num curso de informática, e fui logo informado que devido á minha condição, seria aberto um plano para se fazer aqui em Leiria.
    Depois de tudo tratado, sou informado pelos formadores que seria na Marinha Grande, além de dizerem que davam transporte aos cursantes, fiquei sem ir para a Marinha Grande e sem o curso, porque era financiado pelo Serviço Nacional de Emprego, e até hoje nunca mais me disseram algo sobre o assunto.
    Como pode ver, promessas!!!

    Um abraço amigo Jorge.

    ResponderEliminar

Obrigado pela vossa visita, vossos comentários são sempre bons para melhorar este espaço.
Voltem sempre.

Related Posts with Thumbnails