AMIGOS

sábado, 28 de maio de 2011

COOPERATIVA DAR A SORRIR

Mãe de Rodrigo faz sorrir Diogo

Conseguiu que o filho Rodrigo, que nasceu sem a mão direita, tivesse uma mão mioeléctrica e agora está dedicada a ajudar outros meninos. Ontem foi a vez de Diogo, de dois anos, natural de Caminha, testar pela primeira vez a prótese. A Cooperativa Dar a Sorrir, criada por Sandra Hipólito, já ajudou sete pessoas e prepara-se para fazer sorrir outras 20.





O caso de Diogo é semelhante ao de Rodrigo, o menino de Fão, Esposende, que nasceu sem a mão direita e que recebeu uma mão mioeléctrica aos dois anos, depois de os pais terem lançado uma campanha de recolha de tampinhas. "Também foi uma possível amputação quando eu estava grávida. As causas não sabemos", contou a mãe de Diogo, Elisabete Farinhoto.

Depois de ver a reportagem sobre a história de Rodrigo, Elisabete entrou em contacto com a mãe daquele. Diogo nunca tinha usado qualquer prótese nem permitia que lhe mexessem no braço direito. "Os médicos só pediam a prótese estética, passiva, se ele tivesse desequilíbrio na coluna", explicou Elisabete Farinhoto.

A Cooperativa Dar a Sorrir responsabilizou-se pelo caso e financiou a prótese, feita também na clínica Padrão Ortopédico, em Matosinhos. "Estou muito feliz e ele aceitou a mão", concluiu, satisfeita.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pela vossa visita, vossos comentários são sempre bons para melhorar este espaço.
Voltem sempre.

Related Posts with Thumbnails