AMIGOS

sábado, 9 de julho de 2011

INJUSTIÇA NA SAÚDE

Lamentam-se tantas mortes, a ultima que mais se badala pelos cantos deste país, é da do Angélico, mas também já não se recorda da outra vítima mortal, nem sequer se fala do nome dela, bem como tantos outros que é o dia-a-dia da vivência humana.
Com oito anos, a IARA lutou contra a leucemia, mas viu o tratamento interrompido por falta de medicamentos.



IARA tinha um lindo sorriso e perdeu-o com a deliberação na saúde.
Perdeu a guerra para a qual não contribuiu.
Ninguém tem o direito de morrer nem escolher a forma de o fazer, quanto mais outros contribuírem para isso com a justificação de cortes de orçamento na saúde.

É INJUSTO E IMORAL O MODO COMO SE CORTA A VIDA PREMATURAMENTE A QUEM TENTA SORRIR



Related Posts with Thumbnails