AMIGOS

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Crise a quanto obrigas.



Num país de ladrões,
os que mais precisam tem que se multiplicar 
em  esforços  para  comer  o  pão de cada dia.


Obstáculos e desrespeito.



domingo, 18 de janeiro de 2015

Incongruente Justiça.




Em nome da lei e da Justiça neste país fazem-se as maiores atrocidades imaginárias, tem gente que morre por abandono, outros ficam sem os filhos, tem pais que são maltratados, miséria humana por tudo que é canto, tudo ao jeito de quem quer e sem olhar a quem,

Repasso este caso de uma pessoa que sofre de uma forma, que já é bastante, quanto mais lhes terem tirado os filhos,

Não peço muito, só quero que partilhem o mais possível, vamos ajudar o ex-agente José Alberto Cunha.





Boa tarde Cristina,


eu sou José Alberto Cunha, Agente Principal da PSP em Comissão de Destacamento na Polícia Municipal do Porto desde 01SET2001, venho solicitar MUI URGENTEMENTE AJUDA.

Sofri um acidente muito grave a 21SET2012, na Av. da Boavista - Porto, quando conduzia uma Moto da Secção de Trânsito da P.M. do Porto, estive 6 dias em coma induzido e por volta de dois meses inconsciente que segundo dizem conhecia as pessoas mas não me lembro absolutamente de nada, tendo como consequência ficado Paraplégico. APROVEITARAM-SE DA MINHA SITUAÇÃO COMA/INCONSCIENTE E DA MINHA MULHER ESTAR NO HOSPITAL À MINHA BEIRA PARA ME RETIRAREM INDEVIDAMENTE OS MEUS FILHOS DE 2 E 4 ANOS DE MINHA CASA, BEM COMO COAGINDO A EMPREGADA QUE ESTAVA A TOMAR CONTA DOS MIÚDOS TIRANDO-LHE TAMBÉM AS CHAVES E PONDO-A FORA DE CASA. COM TUDO ISTO FABRICARAM UM PANORAMA IMENSAMENTE NEGRO, QUE EM TRIBUNAL E SEGURANÇA SOCIAL CONTINUAM COM MENTIRAS EM CIMA DE MENTIRAS E PREPARAM-SE PARA POSSIVEL ADOÇÃO.

É O TERCEIRO NATAL QUE VOU PASSAR LONGE DOS MEUS FILHOS... COMO SE NÃO BASTA-SE TER TIDO O TRAGICO ACIDENTE E ESTAR PRESO A UMA CADEIRA DE RODAS, PROVOCARAM-ME ESTA BARBARA MALDADE... E EU SEMPRE ME MOSTREI PRESTAVEL PARA AJUDAR TODOS QUE ME RODEIAM TANTO PROFISSIONALMENTE COMO PARTICULARMENTE.

GOSTARIA DE TORNAR PÚBLICO ESTA GRANDE INJUSTIÇA...
PODE AJUDAR-ME ??????????

OBRIGADO,

JOSÉ ALBERTO CUNHA

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

domingo, 11 de janeiro de 2015

Motoristas em Leiria.

Nem sempre é como queremos, temos sempre algo que barra o caminho, mas afinal de contas onde estes cavalheiros tiraram a carta de condução, será que ainda vem na farinha Amparo.


________________

Na minha cruzada pela Segurança Social no passado mês, tive este pequeno desencontro, ao descer deparo-me com esta situação, não tive outro remédio que senão o contornar.

Depois de estar mais de uma hora em conversação na Segurança Social, venho de novo para meu destino e lá estava a dita viatura, como não estava de ânimo bom, chamo a PSP.

Espero que eles chegassem, mas para espanto meu, vem um senhor de idade avançada amparado por uma bengala, refilo com ele e diz que é reformado, e que também é deficiente, fico sem forças para mais, não o desculpei mas queria que ele saísse do lugar para prosseguir meu trajecto.

Só que entretanto vem o reboque, um amigo meu o conduzia, só pedi para o desculpar dado à sua idade e condição, assim saímos do lugar mas são situações que nos revoltam a todo o momento.


____________________________


O passeio está que nem uma pista de aviões, muito bom para qualquer cidadão de mobilidade reduzida, com umas falhas de calçada aqui e acolá, mas bom para as senhoras de salto alto.

Curioso é também o seguinte, bem à pouco mais de 15 dias atrás, ou seja em Dezembro do passado ano, colocaram um placa neste passeio, só que a dois metros da mesma está uma falha de paralelos que é obra, serão cegos os camarários ou não querem acabar o trabalho de uma vez?

Depois deparamos-nos com estas situações, lá temos que contornar o obstáculo, desta vez uma carrinha que estava bem perto dos ticket's, e sem uma autoridade por perto.

Temos cada vez mais motoristas profissionais no nosso elenco.



___________________



Dia 8 de Janeiro 2015

Uns o são, outros se fazem?

É um desrespeito enorme pelos os de condição de mobilidade reduzida, até mesmo o lugar frente ao Jardim da Câmara de Leiria, embora deficiente para quem lá estaciona dado aos paralelos, ainda tem gente que teima ocupar o lugar.
Certamente que quem conduz esta viatura é profissional, mas eu antes diria, deficiente mental.


Related Posts with Thumbnails